domingo, 4 de julho de 2010

MATAMBRE RECHEADO


Los hermanos argentinos caíram de quatro frente a bem montada seleção alemã. Ainda bem. Não dá para engolir Maradona & Cia. Todavia, tirando os porteños, o país vizinho possui interessantes pratos em sua gastronomia típica. Hoje vou postar sobre o Matambre  (em espanhol: mata hambre), que significa "mata a fome". Segundo a versão mais conhecida por lá, essa denominação se deve ao fato de que quando um bovino é abatido a primeira peça de carne que se retira é essa "manta" que recobre a costela. Comi por lá o matambre recheado: fantástico. Fácil de fazer, os churrasqueiros de plantão vão adorar:

MATAMBRE RECHEADO

Ingredientes para um monte de gente:

1 peça inteira de matambre (+ou- 4kg)
300g de bacon em cubinhos
300g de linguiça de pernil sem a tripa
2 pimentões vermelhos picados
3 cenouras picadas
3 cebolas picadas
1 e 1/2  xícara (chá) de chimichurri
1 xícara (cha) de suco de abacaxi
1 xícara (chá) de vinho tinto seco
1 cabeça de alho espremida
sal grosso para temperar

Modo de Preparo:

Marine o matambre na vinha d'alho (misture o suco de abacaxi, o vinho, o alho e o sal) com chimichurri por 6 horas ou de um dia para outro. Recheie o matambre com o restante dos ingredientes. Enrole e amarre bem. Envolva o matambre em papel celofane próprio para assados e leve ao forno alto 250°C por 1 hora e meia. Retire do forno, retire também o papel celofane e leva para churrasqueira para terminar de assar.


4 comentários:

  1. falo o brasilero q sua comida preferida foi criada por esclavos, com las sobras del porco, nao as partes mais nobres, e comen arroz todo dia.
    nos porteños temos uma dieta muito mais variada do q voce, slave rice eater,pode imaginar.
    entao deja de discriminar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hermano, eu não como arroz com feijão todo dia. Inclusive, acho que por ser descendente de italianos, prefiro massas em geral (pizza, macarronada...). Como bom gaúcho, curto o churrasco também. Mas não te micha vivente!

      Excluir
  2. comentario feio esse né descriminação e coisa feia, pensado bem até que ta bom pq o argentino ta falando mal do nosso arroz com feijão!!!. abraços.

    ResponderExcluir
  3. Além de argentino, ainda é burro (que redundância!), pois a feijoada, ao contrário do que ele imagina, é originária de Portugal, e não dos escravos.

    ResponderExcluir

Obrigado pelo cometário. Em breve será publico.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...