segunda-feira, 7 de fevereiro de 2011

BRINCANDO DE TRABALHAR

Foto Padaria Moderna

Noutro domingo, ao assistir uma matéria no programa "Globo Rural" (dia 30/01), não só senti muita saudade da minha infância, como cheguei a conclusão que muitas das minhas habilidades foram decorrentes do meu "trabalho infantil". Como já disse aqui, passei grande parte das férias de minha infância no sítio do meu avó Jarbas, no pacato distrito de Venerando, na cidade paulista de São José do Rio Pardo. Sempre de Borzeguim no pé, chapeu na cabeça e o latão de leite na mão, a "lida" começava às 4 da manhã quando eu e ele, íamos buscar o leite no curral do Batista, distante alguns quilômetros da nossa casa. Ainda estava escuro, quando o velho Jarbas fazia cócegas no meu pé para que pulasse da cama e fossemos ordenhar. Outras peripécias eu conto depois, pois agora publico a receita de uma iguaria daquele lugar.

BISCOITO DE POLVILHO MINEIRO

Ingredientes:

1 kg de polvilho azedo
1 colher (sopa) de sal
2 copos de leite
1 copo de óleo
2 ovos
Quanto baste de água

Modo de Preparo:

Comece sovando bem o polvilho azedo com um copo de leite frio e o sal. Ferva o outro copo de leite com o copo de óleo e escalde a massa que fez com o polvilho. Cuidado para não se queimar. Se for marinheiro de primeira viagem, comece com uma colher. Deixe esfriar e junte os ovos. Agora vá amassando e juntando água até dar o ponto que deve ser mais mole que massa de pão. Unte uma forma com óleo e esprema os biscoitos em saco de confeiteiro na forma que desejar. Leve ao forno bem quente (na roça eles usam o forno a lenha e o biscoito é assado sobre folhas de bananeira). Depois que eles crescerem, abaixe bem o forno para que ele sequem.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pelo cometário. Em breve será publico.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...