sábado, 30 de junho de 2012

VIEIRAS COM CAMARÃO


Sem sombra de dúvida, os moluscos mais cobiçados do mar são as vieiras e principalmente se estiverem com as ovas. As famosas coquille saint-jacques para os franceses também fazem o maior sucesso por aqui. Ontem tive o prazer de prepará-las para o grupo de amigos que compareceu no Secret Space Loft. Iguaria de preparo delicadíssimo, exige um pouco de cuidado ao levá-las para a grelha, posto que dois minutos de cada lado em fogo baixo, é suficiente para cozinhar esta delícia do mar. A receita de hoje eu as preparo com um caldo de camarão sete barbas onde a mesma terá a finalização do seu cozimento. O prato é uma entrada e deve ser servida apenas com pão preto.

VIEIRAS NO CALDO DE CAMARÃO

Ingredientes para 4 porções:

16 vieiras
1kg de camarão sete barbas limpo e temperando com limão
1 litro de caldo de legumes
1 cebola ralada
2 colheres (sopa) de amido de milho
1 dente e alho espremido
1 colher (chá) de cúrcuma (açafrão da terra)
2 colheres (sopa) de manteiga
2 colheres (sopa) de creme de leite fresco ou de caixinha
Sal e pimenta a gosto.

Modo de Preparo:

Grelhe as vieiras na manteiga em uma frigideira por 1 minuto e meio de cada lado e reserve. Em uma panela, derreta a manteiga e refogue a cebola juntamente com o alho. Adicione o camarão misturado ao amido de milho e frite ligeiramente. Junte a cúrcuma e o caldo de legumes. Deixe ferver por uns cinco minutos. Retire do fogo e bata o conteúdo da panela no liquidificador até se obter uma mistura homogênea. Retorne à panela, acrescente o creme de leite e as vieira e espere levantar fervura. Sirva em as vieiras em cumbucas individuais, tomando o cuidado de repartir bem os moluscos. Ah, não esqueça do vinho branco e do pão preto.

terça-feira, 26 de junho de 2012

CREME DE MILHO VERDE


Um dos pratos mais populares no nosso país é o creme de milho, principalmente no mês de inverno. Culinária típica das festas juninas devido ao seu baixíssimo custo, o milho verde embasa diversos pratos da nossa gastronomia. O post de hoje é o tradicional creme de milho verde, que puro ou como acompanhamento de diversos pratos, agrada a gregos e troianos.

CREME DE MILHO VERDE

Ingredientes:

2 latas de milho verde
1/2 litro de leite
2 colheres (sopa) de manteiga
1 cebola picadinha
1 dente de alho espremido
2 colheres (sopa) de amido de milho
2 colheres (sopa) de queijo parmesão
1 pitada de noz moscada
1 pitada de sal
Grãos de milho para decorar

Modo de Preparo:

Bata no liquidificador o leite com o milho. Reserve. Em uma panela, refogue na manteiga, a cebola e o alho sem deixar dourar. À parte, dissolva a maisena em um pouquinho de leite e junte ao refogado, juntamente com com leite batido com o milho. Adicione o queijo, a noz moscada, o sal e mexa até engrossar. Retire o fogo, junte o requeijão, decore com grãos de milho e sirva a seguir.

segunda-feira, 25 de junho de 2012

SIRI - DICAS & CUIDADOS



A carne de siri é um ingrediente que dá ares de festa à mais cotidiana das refeições e justamente por ser um ingrediente requintado, mas de fácil preparo, não precisa respeitar regras relacionadas aos seus ingredientes, a exceção do tempo de cozimento e evidentemente da combinação dos ingredientes.

Carne de preparo rápido, que aceita diferentes molhos, o siri pode ser feito com diversos ingredientes ou mesmo combinado com outros frutos do mar e peixes oceânicos. Na realidade, grande parte do sucesso desta carne vem do baixo custo, da facilidade de ser encontrado, pois este artrópode é aparece em toda a costa brasileira, além da pequena quantidade de ingredientes necessária à confecção de um prato a base de sua carne.

Por se tratar de carne altamente perecível, aconselha-se a usar a processada industrialmente e congelada.

Todavia, caso deseje utilizar o siri ao natural, compre-os vivo e assim os coloque na água fervendo para cozinhar.

Como o siri tem pouquíssima carne, você vai precisar de uma grande quantidade deles para obter uma quantidade razoável para elaborar um prato.

Não descongele em água, pois assim vai perder muito de seu sabor.

Não use muito sal, pois por ser um animal marinho, já contém uma boa quantidade de sal na sua carne.

Só tempere com limão, pois seu sabor já é único e muito acentuado.

As panelas de ferro fundido esmaltado e inox são as mais adequadas e as de alumínio devem ser evitadas.

Não use fogo muito forte, pois a carne de siri é delicada e cozinha com muita facilidade.

A colher, necessariamente deverá ser de pau ou bambu, ou espátulas sintéticas de alta temperatura, pois as de metal grudam e riscam as panelas.

Seu tempo de cozimento nunca deve ultrapassar os 20 minutos.

Siga estas dicas e terá um belo prato a base de carne de siri.

Quer uma receita diferente com carne de siri? Clique aqui.

terça-feira, 19 de junho de 2012

domingo, 17 de junho de 2012

CALDINHO DE MOCOTÓ


Os dias estão cada vez mais gelados em decorrência do inverno que se aproxima e o nosso corpo pede alimentos mais calóricos e substancioso. Parece desculpa, mas não é: no frio temos necessidade de consumir alimentos mais energéticos, que em contrapartida nos sujeitam a ganhar uns quilinhos a mais se abusarmos. Todavia, o alimento consumido com parcimônia, mesmo que calórico, não nos traz consequências mais trágicas. A receita de hoje, segundo a lenda, é afrodisíaca e capaz de levantar o moral dos mais desanimados dos namorados.

CALDO DE MOCOTÓ

Ingredientes:

2 pés de boi
2 limões
1 colher (sopa) de bicarbonato de sódio
2 e 1/2 litros de água
2 tomates
1 pimentão verde
2 cebolas
6 dentes de alho
1 xícara de vinagre
1/2 litro de água
1 e 1/2  colher (sopa) de sal
1 colher (sopa) de cominho
1 colher (sopa) de colorau
1/2 xícara (chá) de farinha de trigo
1/2 litro de água
1 xícara (chá) de cheiro verde
Pimenta à gosto

Modo de Preparo:

Lave bem os pés de boi e esfregue neles o bicarbonato e o limão. Transfira para uma bacia com água e deixe de molho por 30 minutos. Após este tempo, transfira os pés para a panela de pressão, cubra com a água e leve para cozinhar por aproximadamente 35 minutos após começar a chiar. Apague o fogo, esfrie a panela retire os pés do caldo. Espere esfriar um pouco e retire toda a carne do ossos. Transfira o caldo para uma panela grande e leve para ferver. Pique a carne em pedaços pequenos e reserve. Prepare então o tempero, picando a cebola, o tomate, o pimentão e alho. Coloque no liquidificador, juntamente com o vinagre e a água e bata bem. Transfira para a panela com o caldo e junte o sal, o cominho e o colorau e mexa bem até levantar fervura. Bata a farinha com a água no liquidificador e transfira para a panela mexendo sempre. Junte então a carne, o cheiro verde e a pimenta e cozinhe por mais uns 15 minutos. Sirva com farinha de mandioca e pimenta brava.

sábado, 16 de junho de 2012

CREME DE PALMITO


Um dos pratos mais saborosos e antigos de inverno que conheço, que até hoje é servido nos botecos, lanchonetes e restaurantes tradicionais de várias cidades, é o creme ou a sopa de palmito. A receita que publico hoje foi resgatada dos alfarrábios anônimos dos bares da vida. 

CREME DE PALMITO

Ingredientes:

1,5 litro de leite integral
3 colheres (sopa) de farinha de trigo
3 colheres (sopa) de manteiga sem sal
1 cebola pequena picadinha
3 folhas de louro
6 cravos
1 pitada de noz moscada
5 pimentas do reino branca em grãos
2 vidros de palmito picado
½ lata de creme de leite
1 pitada de sal

Modo de Preparo:

Derreta a manteiga e misture a farinha de trigo até formar o roux. Ferva o leite com a cebola, as folhas de louro, os cravos, a noz moscada e as pimentas do reino branca grãos. Misture com o roux aos poucos e deixe cozinhar. Acrescente 1 e ½ lata de palmito e deixar cozinhar por 5 minutos. Bata o creme no liquidificador e em seguida, retorne ao fogo. Tempere com sal e finalize com ½ vidro de palmito picado e ½ lata de creme de leite. Sirva com queijo parmesão ralado e torradinhas. O vinho tinto vai bem também.

sexta-feira, 15 de junho de 2012

PECO NA TV SÉCULO XXI - MULHER.COM




Hoje tem Peco no programa Mulher.com da TV Século 21. A receita simples e prática eu adianto para os amigos e amigas. O horário do quadro é 14:14 horas. Não perca esta saborosa receita de inverno.





SOPA CREME DE BATATA COM ALHO PORÓ


Ingredientes:


3 batatas grandes
2 alhos porós
3 fatias finas de gengibre
1,5 litros de água filtrada
2 tabletes de caldo de legumes
2 colheres (sopa) de margarina
1 caixa de creme de leite
2 cravos da índia
1 colher (sobremesa) de cúrcuma (açafrão da terra)
Sal e pimenta do reino
Torradas e queijo parmesão ralado para acompanhar


Modo de Preparo:


Descasque as batatas e leve para cozinhar na água com sal, pimenta, os cravos, a parte verde do alho poró e os tabletes de caldo de legumes. Enquanto isso, pique a parte branca do alho poró, lave bem e leve para refogar na margarina, juntamente com o gengibre. Reserve. Depois que a bata estiver cozida, despreze o talo verde do alho poro, junte com o refogado de alho com gengibre e bata no liquidificador até se obter uma mistura homogênea. Retorne à panela, misture o creme de leite sem deixar ferver e sirva a seguir com torradas e queijo parmesão.





quinta-feira, 14 de junho de 2012

QUESADILLA DE SALMÃO


A gastronomia mexicana além de rica e muito saborosa. Quem já foi para os EUA notou que os norte-americanos são grande consumidores desta culinária apimentada. Felizmente podemos fazer aqui o que eles comem bem por lá. Mãos à obra.

QUESADILLA DE SALMÃO

Ingredientes:

2 latas de salmão drenadas
1 xícara (chá) de queijo estepe ralado grosso
2 colheres (sopa) de azeite
4 tortilhas
1/3 de xícara (chá) de pimentão verde
Creme de leite e Guacamole para acompanhar

Modo de Preparo:

Em uma tigela misture o salmão com o queijo e o azeite. Divida esta mistura em 4 partes iguais e recheie as tortilhas. Aqueça uma frigideira e doure as tortilhas por 2 minutos de cada lado. Por fim fatie as tortilhas e sirva com o Guacamole e Creme de leite batido.

quarta-feira, 13 de junho de 2012

VINHO QUENTE GOURMET


A consequência de fazer um prato ou uma bebida com ingredientes de quinta, é o encalhe da mercadoria. Na última festa junina que participei, o vinho quente só servia para aquecer as mãos, posto que o sabor dava apenas pala lamentar. Era beber e morrer. Com isso sou obrigado a resgatar uma velha receita de vinho quente gourmet que costumo fazer quando o evento exige a iguaria.

VINHO QUENTE GOURMET

Ingredientes:
3 garrafas de vinho Cabernet
1 e 1/2 xícara (chá) de açúcar mascavo
150ml de água filtrada ou mineral
2 maçãs verdes (ácidas) sem casca e cortadas em cubinhos
150ml licor de laranja
1 colher (chá) de essência de baunilha
2 xícaras (chá) de vinho do porto
Casca de duas laranjas (sem a parte branca) cortada em finíssimas fatias 

Modo de Preparo:

Escalde as cascas de laranja e reserve. Faça uma calda rala com 200ml de água e 100g de açúcar, junte as cascas e reserve. Pegue uma panela, coloque o açúcar mascavo e leve ao fogo. Quando começar a caramelizar, junte a água e mexa até derreter. Misture então o vinho, o licor, a maçã e assim que ferver junte o vinho do Porto e as cascas de laranja e espere ferver novamente. Sirva a seguir.

terça-feira, 12 de junho de 2012

CAROLINA DE VÊNUS


Hoje é dia dos namorados e dou minha contribuição publicando uma receita de sobremesa muito fácil de ser feita. Fácil, porque na verdade você vai apenas montá-la e não vai perder tempo algum na cozinha. Na receita abaixo ensino também a fazer as carolinas, mas aconselho comprá-las em padaria.


CAROLINAS DE VÊNUS

Ingredientes:

Para a massa: (existe carolina pronta na padaria)

1/4 de xícara (chá) de manteiga
1/2 xícara (chá) de água
1/2 xícara (chá) de farinha de trigo
2 ovos
1 pitada de sal

Para o recheio:

1 xícara (chá) de sorvete de creme

Para a calda:

3/4 de xícara (chá) de licor de cacau
1/4 de xícara (chá) de água
1 colher (sopa) de açúcar

Modo de Preparo:

Pré-aqueça o forno a 180°C. Em uma panela aquecida, derreta a manteiga na água com sal. Retire do fogo e misture a farinha. Retorne ao fogo e mexa sem parar até desprender do fundo. Retire novamente do fogo, transfira para uma tigela, misture o ovo e mexa até incorporá-lo. Coloque então esta massa num saco de confeitar e faça 8 montes em uma assadeira untada. Leve ao forno para assar até que doure. Mas lembre-se: existe carolinas prontas em padarias.

Prepare a calda: Misture os ingredientes da calda e leve ao fogo médio até que engrosse.

Monte a sobremesa: corte as carolinas ao meio, recheie-as com o sorvete e sirva com calda por cima. Feliz dia dos namorados!!!

segunda-feira, 11 de junho de 2012

POLPETONE RECHEADO AO SUGO


No último sábado reunimos nossa turma do Colégio Progresso Campineiro - Turma de 1977, para mais uma noite gastronômica. Depois de 35 anos de formados, ainda conseguimos reunir amigos de longa data para juntos jogarmos conversa fora. O local foi o bucólico e belo Restaurante da Capela, timoneado pelo simpático casal Gustavo e Susanna Cardoso. O menu foi italiano e a receita do prato principal posto hoje.

POLPETONE RECHEADO AO SUGO

Ingredientes:

600g de patinho moído
300g de pernil suíno moído
2 ovos
1 cebola
4 dentes de alho
2 colheres (sopa) de azeite de oliva
2 colheres (sopa) de salsinha picada
1 pitada de sal
1 pitada de pimenta do reino
100g de queijo mussarela dividido em 6 pedaços iguais
Farinha trigo, farinha de rosca e ovos para empanar
Spaguetti para acompanhar
Molho ao sugo e parmesão ralado para gratinar

Modo de Preparo:

Misture bem as carnes com os ovos, a cebola, o alho, o azeite e a salsa. Corrija o sal e a pimenta. Divida em seis partes iguais, faça bola e recheie com um pedaço de mussarela. Passe a bola na farinha de trigo, depois no ovo e por fim na farinha de trigo. Frite em óleo quente e escorra em papel toalha. Em uma forma acomode todos os polpetones, cubra com um pouco de molho e salpique parmesão. Leve para gratinar. Sirva com spaguetti e mais molho ao sugo.

domingo, 10 de junho de 2012

COSTELINHA COM CERVEJA FORTE


Os enólogos e demais apreciadores de vinho que me perdoem, mas a tradicional cervejinha brasileira, bebida símbolo do nosso verão, pode e deve ser apreciada também durante o inverno. Nessa estação, ficamos mais receptivos a cervejas encorpadas e com o teor alcoólico mais elevado, que vão contribuir justamente na sensação de aquecimento do nosso corpo. As indicadas e preferidas pelos cervejeiros de plantão são as Bock, Ale, Stout, entre várias outras. Determinados pratos, mesmo que com muita boa vontade, se tornam uma catástrofe quando harmonizados com vinho. É o caso de molhos que tenham ingredientes ácidos como o tomate. Neste caso, não exite em substituir o vinho por uma deliciosa cerveja. A receita de hoje é de costelinha assada, a mais fácil que conheço.


COSTELINHA ASSADA

Ingredientes:

1 ripa de 1 kg de costelinha de porco
1 colher rasa (sopa) de sal
2 colheres (sopa) de alho espremido
200 ml de molho de tomate batido com 50g de cenoura
1 colher (sopa) de mostarda
1 colher (sopa) de mel
1 colher (café) de molho de pimenta
Papel alumínio

Modo de Preparo:

Lave bem a costelinha e seque com um guardanapo. Misture o alho com o sal e esfregue por toda a carne de porco. deixe descansar por 15 minutos. Enquanto isso, misture a mostarda com o mel e a pimenta e esta mistura com o molho de tomate. Envolva a carne com neste molho e enrole-a no papel alumínio ou celofane próprio para assados. Leve ao forno médio pré-aquecido (200°C) por aproximadamente 50 minutos. Retire o papel e retorne ao forno para dourar por uns 20 ou 30 minutos. Sirva com arroz de carreteiro, farofa de  ovo e couve e cerveja encorpada.

sábado, 9 de junho de 2012

PECO NA TV RECORD




Hoje participo do programa Mais Cidadão da TVB/Record, fazendo uma receitinha bem quente para o dia dos namorados. O programa vai ao ar às 14 horas e a apresentação deste bloco fica por conta da simpática Silvia Coelho. A receita posto a seguir.

CALDO DE DUAS BATATAS

Ingredientes:

500g de batatas descascadas e picadas
200g de batata baroa (mandioquinha) descascadas e picadas
1,5 litros de água
1 cebola
2 dentes de alho
2 colheres (sopa) de azeite de oliva
2 tabletes de caldo de legumes
1 caixinha de creme de leite
1 pitada de sal

Modo de Preparo:

Cozinhe as batatas na água com os tabletes de caldo de legumes. Enquanto isso refogue a cebola e o alho no azeite. Transfira tudo para o liquidificador (menos o creme de leite) e bata bem. Retorne à panela, corrija o sal e junte e creme de leite. Mexa bem e sirva com queijo ralado, torradas e vinho tinto.

sexta-feira, 8 de junho de 2012

ARROZ DOCE BIODINÂMICO


Para que aumentemos nossa qualidade de vida, temos que necessariamente vigiar a qualidade dos alimentos que ingerimos. Óbvio que esta possibilidade só se torna segura em casa ou em estabelecimentos certificados, o que é raro por aqui, visto que o lucro é o único objetivo da maioria dos bares, lanchonetes e restaurantes. Todavia, vale a pena você ter o conhecimento e questionar sempre que possível o ingrediente que está prestes a engolir. Hoje posto uma receita uma receita de arroz doce que preparei para para o programa Terra da Gente da  EPTV/Globo  , todavia feita com arroz biodinâmico, que além de ser orgânico, a produção é trabalhada em consonância com as energias que criam e mantêm a vida. Quer saber mais sobre esta cultura? Clique aqui. 



ARROZ DOCE BIODINÂMICO

Ingredientes:


1 litro de água
1 colher (chá) de sal
1 colher (chá) de raspas de laranja
1 xícara de suco de laranja
1 colher de sopa de manteiga sem sal
1 1/2 xícara de chá de arroz biodinâmico
1 litro de leite
3 gemas
1 xícara de chá de açúcar
1 lata de leite condensado
Canela em pó para polvilhar
Cravo 


Modo de Preparo:


Numa panela média, ponha a água, o sal, a raspa de laranja e a manteiga.  Leve ao fogo alto até ferver. Junte o arroz e deixe cozinhar até secar a água. Enquanto isso, ferva o leite em outra panela. Quando toda a água do arroz tiver evaporado, vá juntando leite quente, mexendo de vez em quando com uma colher de pau. Junte o suco de laranja e deixe cozinhar até secar o leite. Enquanto isso, numa tigela, bata as gemas até ficarem claras e fofas. Junte o açúcar e continue a bater até obter uma gemada bem fofa. Quando o arroz tiver absorvido o leite, tire a panela do fogo e vá juntado a gemada, em fio, batendo sempre com uma colher de pau. Leve ao fogo novamente e cozinhe, mexendo mais um pouco até engrossar. Junte o leite condensado e misture bem. Passe para uma travessa ou potinhos e polvilhe com canela em pó.


- Dicas do Peco:


- Não junte a gemada ao arroz de uma só vez e com a panela no fogo senão vira omelete.

- O cravo pode ser usado junto com uma folha verde para enfeitar o prato.

quinta-feira, 7 de junho de 2012

COPA UEFA 2012 E BORSCHT DA UCRÂNIA


Para os amantes do futebol, a contagem regressiva para o início da Euro 2012 da UEFA chega ao fim. Apesar da polêmica sobre uma das anfitriãs, a Ucrânia (a outra é a Polônia), a competição tem início hoje no Estádio Nacional de Varsóvia, às 13 horas, com o jogo entre Polônia e Grécia. Povo muito cristão, possui uma comunidade aqui no Brasil de aproximadamente 1 milhão de pessoas, entre ucranianos e descendentes, sendo Prudentópolis o município de maior destaque para este contingente eslavo. Mas o que tem a haver futebol com gastronomia? Resposta: Muito. Todos sabem ou deveriam saber que a gastronomia é a maior expressão cultural de um povo e ao se falar em Ucrânia, logo pensei na sua rica gastronomia. A Ucrânia é desde há muito famosa pela sua rica culinária. Borsch, palianytsia, bolinhos e enchidos, bebidas quentes de frutos e mel são conhecidos mundialmente. Cozinha inventiva de centenas de receitas, têm uma história longa, como o Borscht ucraniano, cuja receita ensino hoje.

BORSCHT

Ingredientes:

3 beterrabas médias
3 colheres (sopa) de óleo de milho
600 g de filé mignon em cubinhos
1,5 litros de caldo de carne fervendo
1 xícara (chá) de nabo ralado
1/2 kg de tomate sem pele e sem sementes picadinho
1 cebola média ralada
Sal e pimenta
Creme azedo ou chantilly para decorar

Modo de Preparo:

Lave bem as beterrabas e corte-as em cubos. Reserve. Leve ao fogo uma panela com o óleo e deixe aquecer ligeiramente. Aos poucos, frite o filé até dourar. Despeje o caldo de carne fervendo e tampe parcialmente a panela. Cozinhe por 15 minutos. Junte a beterraba, o nabo, o tomate, a cebola, sal e a pimenta. Misture bem e novamente deixa a panela semi tampada. Deixe cozinha por mais meia hora, mexendo de vez em quando. Corrija o sal e sirva. Se quiser bata tudo liquidificador e sirva decorado com uma colher de creme.

quarta-feira, 6 de junho de 2012

SOPA DE QUEIJO


Muito difícil quem não se renda a uma bela sopa num dia frio. O inverno já está chegando e pelo prenúncio deste outono, teremos dias de congelar aqui no sudeste. Os caldos, as sopas e os cremes são fáceis e rápidos de serem feitos e vários deles admitem pré-preparo e até congelamento. A sugestão de hoje é de um creme ou sopa de queijo para ser servida dentro de um pão italiano. O acompanhamento deve ser um bom vinho tinto.

SOPA DE QUEIJO

Ingredientes:

2 xícaras (chá) de queijo cheddar ralado
3 xícaras (chá) de emmental ralado
1 cebola pequena ralada
1 colher (sopa) de manteiga
1/2 tablete de caldo de galinha dissolvido e 1 xícara de água
2 colheres (sopa) de farinha de trigo
3 xícaras (chá) de leite
2 xícaras (chá) de peito de frango cozido e desfiado
1/2 xícara (chá) de brócolis cozido e picadinho
Sal e pimenta
2 pães italianos redondos

Modo de Preparo:

Ferva a cebola no caldo de galinha por 10 minutos e reserve. Em uma caçarola, derreta a manteiga, junte a farinha e cozinhe por 2 minutos. Retire do fogo, adicione o leite e mexa bem para não empelotar (se acontecer, bata no liquidificador). Retorne ao fogo, junte o caldo de galinha com a cebola, os queijos, o brócolis e o frango. Corrija o sal e a pimenta e mexa até obter um creme grosso e homogêneo. Retire uma tampa de cada pão e o miolo, tomando o cuidado para não furar. Adicione o creme de queijo e sirva com o seu vinho favorito.

terça-feira, 5 de junho de 2012

CHAIRO BOLIVIANO



Já comentei aqui, que a convite de uma operadora de turismo brasileira,  viajei por quase toda a América do Sul, a fim de elaborar um roteiro gastronômico por países situados abaixo da linha do Equador. Numa destas viagens, por insistência de um dos diretores desta empresa, acabei indo parar na Bolívia. Quando adolescente, fiz aquela viagem usando o trem da morte e confesso que minhas lembranças sobre este país latino não eram das melhores. Principalmente no que se refere a gastronomia. Porém, atendendo ao pedido viajei para a capital La Paz, para Santa Cruz de la Sierra, Sucre, Potosí e Cochabamba. País com aproximadamente 9 milhões de habitantes e com renda per capita de apenas U$ 990, não dispõe de relevantes pontos de alguma gastronomia aceitável. País formado por descendentes de indígenas, não evoluiu muito na gastronomia e a viagem vale apenas para conhecer as belezas naturais das paisagens que se pode observar em decorrência da altitude La Paz e Potosí estão a 4.000m do nível do mar). Mas um prato típico boliviano me marcou: trata-se do Chairo, uma sopa andina de carne de carneiro salgada com milho branco e legumes (principalmente batata). É bastante picante, mas levando em consideração o frio que faz por lá e o tanto que você anda pelas trilhas incas boliviana, garanto que sustenta e aquece. Para quem gosta de variar a sopa no inverno, aí vai a receita original para você adaptar aos ingredientes brasileiros.


CHAIRO

Ingredientes:


1,5 litros de água
250g de carne bovina com osso
250g de chalona (carne de cordeiro seco e salgada)
1 colher (sopa) de sal
1/2 xícara (chá) de feijão verve descascados
1/2 xícara (chá) de ervilhas frescas e secas
1/2 xícara (chá) de cenouras descascadas e cortadas em tiras finas
4 xícaras (chá) de batata descascada e cortada em tiras finas
1 xícara (chá) de chuño (batata congeladas) (veja obs. abaixo)
1 xícara (chá) de milho branco descascado e cozido
1 xícara (chá) de grãos de trigo descascados e cozidos
2 colheres (sopa) de óleo
1 xícara (sopa) de cebola cortada em tiras finas
1 colher (chá) de pimenta caiena
1/2 colher (chá) de cominho
1/2 colher (chá) de orégano
1/4 colher (chá) de pimenta do reino
1/4 xícara (chá) de cebolinha em tiras
1 colher (chá) de salsa picada
1 colher (chá) de hortelã picada para polvilhar na hora de servir


Obs: o chuño deve ser mergulhado na água uma noite antes, para então ser descascado, moído e lavado.


Modo de Preparo:


Coloque a água na panela de barro em que o chairo será preparado. Ligue o fogo médio e assim que estiver quente, acrescente a carne e a chalona. Antes de ferver junte o sal e deixe cozinhar por mais uma hora.  Adicione o feijão verde, as ervilhas, a cenoura e a batata. Deixe ferver por mais quinze minutos. Em seguida, adicione o chuño e deixe ferver por mais cinco minutos. Por último, junte o milho branco, o trigo e deixe ferver até que a batata esteja bem cozida.


Enquanto cozinha o caldo, pegue uma panela pequena, coloque o óleo e aqueça-o a uma temperatura média. Refogue a cebola. Em seguida, adicione a pimenta cayenne, o cominho, o orégano e a pimenta do reino e deixe cozinhar por dez minutos. Junte então estas especiarias ao chairo, mexa bem e cozinhe por dez minutos.


Retire a panela do fogo e acrescente a cebolinha, a salsa, mais orégano e a hortelã.


Sirva com um pedaço de carne bovina e um pedaço de chalona em cada prato. Se caldo estiver muito grosso, junte água fervendo.

segunda-feira, 4 de junho de 2012

BATATA SUÍÇA


Lamentavelmente algumas vezes somos obrigados a degustar alimentos de péssima ou pelo menos de duvidosa elaboração. Neste último final de semana, quando participava de uma festa junina, minha esposa pediu para que lhe  comprasse uma "Batata Suíça" conforme anunciava o letreiro de uma das barraquinhas. Me dirigi ao local e fiz o pedido de uma peça sabor pizza (queijo, presunto, tomate, orégano e cebola, muita cebola). Após uns 10 ou 15 minutos de espera, recebo em uma bandeja de isopor, sem ao menos um guardanapo, uma bolota de batata encharcada de margarina e queimada pelas pontas. Questionei se aquele era o produto padrão ou apenas ele estava fora das especificações: a mocinha foi taxativa: "é assim mesmo". Como tratava-se de uma festa junina, talvez com poucos recursos técnicos, relevei, peguei aquela mer.... e levei para a patroa "degustar". Disse que estava bom mas acredito que ela estava com fome mesmo, visto que minha filha ao experimentar dispensou a porcaria. Para não dizer que não falei das flores, dou a receita da verdadeira e saborosa batata, cuja nomenclatura alternativa é Batata Rosti.

BATATA SUÍÇA

Ingredientes:

800g de batata cozidas ao dente (15 minutos) com casca
50g de manteiga
1 pitada de sal

Modo de Preparo:

Deixe as batatas por 12 horas na geladeira, retire, descasque e rale em ralo grosso. Adicione sal e reserve. Tome uma frigideira que caiba um prato de sobremesa dentro e unte com a manteiga e leve ao fogo par aquecer bem.  Adicione mais um pouco de manteiga até as bordas, acrescente a batata apertando para que fique bem compactadas. Deixe assar por 10 minutos em fogo baixo, coloque mais um poquinho de manteiga nas bordas, dê mais uma compactada, coloque o prato de sobremesa sobre a batata e asse por mais 5 minutos. Com o auxílio do prato, vire a batata na frigideira e asse por mais 10 minutos. Você pode colocar queijo e outros recheios dentro da batata. Sirva a seguir.

domingo, 3 de junho de 2012

CASSOULET COM MEL



O mel é o único produto doce que contém proteínas e diversos sais minerais e vitaminas essenciais à nossa saúde. Além do alto valor energético, possui conhecidas propriedades medicinais, sendo um alimento de reconhecida ação antibactericida. Além de ser benéfico para a saúde o mel tem sido usado de forma criativa na culinária, indo muito além do famoso pão de mel. Eu sempre que posso, utilizo esta iguaria tão natural e saborosa em minhas preparações. Tenha certeza que o seu emprego dá um toque muito especial ao prato. Publico hoje a minha receita de Cassoulet, onde mel da abelha é um ingrediente que faz a diferença.


CASSOULET


Ingredientes:

½ kg de feijão branco
4 costeletas defumadas de porco
½ kg de carne seca dessalgada e cozida
½ kg de lombo de porco fresco cortado em cubos
2 gomos de lingüiça calabresa defumada cortado em rodelas finas
1 gomo de paio cortado em rodelas finas
1 frango defumado desossado e cortado em pedaços grandes
70 grs. de toucinho defumado cortado em cubinhos
2 salsichões vermelhos cortados em rodelas finas
1 lata de tomate pelado batido no liquidificador
1 cenoura grande cortada em 4 pedaços
1 talo de salsão cortado em 3
2 colheres (sopa) de mel
1 cebola inteira
1 cebola pequena picadinha
4 cravos da índia
4 dentes de alho inteiros
1 bouquet garni (feito com folhas de salsa, salsão, louro e tomilho)
1 tablete de caldo de galinha dissolvido em 1 litro de água
2 colheres (sopa) de manteiga
1 colher de sopa de azeite de oliva extra virgem
caldo de um limão
farinha de rosca para polvilhar.
Folhas tenras de repolho ligeiramente escaldadas.
sal e pimenta do reino moída na hora.

Modo de Preparo:

Cozinhe o feijão, já lavado, com o louro, o salsão, o bouquet garni, a cenoura  cortada em quatro, a cebola com os cravos espetados, pouco sal e água com 5 cm acima do feijão;

Deixe cozinhar em fogo baixo até amaciar os grãos, porém firmes. Se cozinhar na panela de pressão, tome cuidado para que não amoleçam muito. Separe os grãos do líquido despreze a cebola, o louro, o salsão e o bouquet garni. Corte a cenoura cozida em fatias e reserve tudo separado.

Em outra panela frite o toucinho escorra e reserve.

Na mesma panela deixe um pouco da gordura que sobrou do toucinho, frite bem o lombo lavado com o limão e cortado em cubos e vá pingando água até que fique bem macio. Reserve.

Ainda nesta panela derreta a manteiga junto com o azeite de oliva, doure a cebola picada junto com os dentes de alho, o mel, junte uma concha do caldo do feijão, derrame o tomate batido e a metade do caldo de galinha. Deixe ferver, abaixe o fogo e refogue por 10 minutos, junte duas colheres de sopa ou mais de farinha de rosca para engrossar o caldo, corrija o sal e coloque pimenta do reino a seu gosto. Misture este caldo com o caldo do feijão que reservou.

Em um refratário grande, preferencialmente de barro, um cassole, monte o cassoulet: Unte a vasilha, forre todo o fundo com as folhas tenras de repolho ligeiramente escaldado no caldo de carne restante, sem os talos, coloque uma camada de feijão, um pouco de cada carne, outra camada de feijão, mais uma camada de carnes, e assim até acabar todos os ingredientes, terminando com o feijão. Despeje sobre todo o prato a mistura dos caldos e espere penetrar. Caso falte, junte o caldo de carne que sobrou. Polvilhe fartamente com a farinha de rosca e leve para o forno alto para gratinar por 20 min.

Sirva a seguir com arroz branco e um vinho tinto francês encorpado (Pinot Noir  é o mais indicado).

sábado, 2 de junho de 2012

POLENTA NA PRESSÃO COM RAGU DE MÚSCULO



Hoje bateu aquela a vontade de comer uma comida, que apesar de sua origem italiana, é uma das mais brasileiras que eu conheço. Afinal de contas a carne bovina e o fubá são ingredientes encontrados pelo Brasil inteiro e faz parte da gastronomia tipicamente nacional. Com o devido respeito aos irmãos da bela Itália, o ragu e a polenta brasileira dão de 10X0 nos que comi por lá. Para facilitar o trabalho e evitar que nos queimemos, vou ensinar a fazer a polenta na panela de pressão. Vamos à receita.


POLENTA NA PANELA DE PRESSÃO

Ingredientes:

2 litros de caldo de frango
400g de fubá
1 cebola ralada
3 colheres (sopa) de manteiga sem sal
2 colheres (sopa) de queijo parmesão ralado
1 pitada de sal


Modo de Preparo:

Na panela de pressão refogue a cebola na manteiga, junte o caldo frio com o fubá dissolvido nele, acrescente a manteiga e o queijo, mexa até que a polenta comece à engrossar (vai começar a espirrar e fazer bolhas), feche a panela e quando começar a chiar, cozinhe por 20 minutos. Sirva em seguida com o ragu.


RAGU DE CARNE

Ingredientes:

500g de músculo moído 2 vezes
1 cebola picada
1 dente de alho espremido
2 latas de tomate pelado picado
1 ramo com folhas de manjericão
Azeite de oliva
Sal e Pimenta do Reino moída na hora

Modo de Preparo:
Aqueça o azeite, junte a cebola e o alho e refogue ligeiramente. Junte a carne e frite em fogo alto até dourar bem a carne. Acrescente o tomate pelado e os galhos de manjericão e cozinhe em fogo baixo por cerca de 40 minutos (se necessário vá acrescentando um pouco de água). Sirva sobre a polenta.

sexta-feira, 1 de junho de 2012

CALDO DE DUAS BATATAS


Para ser sincero quando minha mãe anunciada que o jantar seria uma sopa, confesso que torcia o nariz. Até hoje não sou muito amigo dos caldo, posto preferir os cremes. Na última quarta feira, gravei para o programa + Cidadão da TVB (Record), com apresentação da simpática Silvia Coelha. A receita foi uma caldinho de duas batatas, porém com a consistência bem cremosa. A deliciosa receita posto abaixo.

CALDO DE SUA BATATAS

ingredientes para 4 pessoas:

2 batatas grandes
1 mandioquinhas (batata baroa)
1 litro de caldo de legumes
1 cebola picadinha
2 dentes de alho espremidos
2  colheres (sopa) de azeite de oliva
1 colher (chá) de cúrcuma (açafrão da terra)
1 pitada de sal
1 pitada de pimenta
1 caixinha de creme de leite
8 Vol-au-vente (massa folhada)

Modo de Preparo:

Cozinhe as batatas no caldo de legumes. Enquanto isso, refogue a cebola, o alho e a cúrcuma no azeite. Transfira o caldo com as batatas para a panela com o refogado, mexa bem por um minuto. Transfira então para o liquidificador e bata por 2 minutos. Retorne à panela ao fogo, junte o creme de leite e sirva nos vol-au-vente.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...